Ocorreu um erro neste gadget

3 de set de 2009

A Excelência de Atos


Certa vez defendendo a Bíblia, alguém me perguntou qual seria o livro ideal para se começar fazer uma leitura bíblica, é claro que não hesitei em recomendar o Evangelho de João.
Depois pensando em outras possibilidades pensei comigo mesmo: Qual o livro mais importante para nós igreja?
Evidentemente que toda Bíblia é de grande importância para o cristão, e que dependendo de cada situação a palavra de Deus nós coloca diante da sua vontade que nos chega como a coisa mais importante e definitiva na nossa vida cristã.
Voltando ao questionamento, cheguei à conclusão que dependendo da nossa necessidade, ela, a palavra de Deus nos fala forte tocando-nos com uma importância concreta e definitiva.
Em busca de uma importante retratação bíblica no que se diz respeito à parte mais significante para igreja de Cristo, encontrei como autoridade potencialmente falando o livro de Atos.
Assim como os evangelhos são importantes para a salvação do pecador perdido, encontramos em Atos a história da igreja, retratada e revelada, como a entidade agraciada do amor de Deus para um novo povo chamado Igreja de Cristo, comprada pelo seu próprio sangue.

Há pouco em minha primeira aula do livro de Atos no Seminário Batista do Cariri, o professor Andrew Camings falou de sua descoberta fascinante quando o responsabilizaram para ser o novo professor desse livro, pois até então não tinha desfrutado ainda de uma arqueologia do referido livro.

Fiquei imaginando, portanto, o quanto vamos desfrutar desse ensino com Prof. Andrew, contudo a realidade é que muitos têm uma visão de Atos só como história da Igreja ou as viagens missionárias de Paulo.

È verdade que tenho buscado nos dias pastoral uma base nesse livro para trazer a igreja uma visão eclesiológica para edificá-la e levar uma base de vivencia em um mundo bem longe dos ensinos bíblicos.

A verdade é que sempre que estudava Atos me abria uma visão bem mais profunda do que só o inicio da Igreja ou as viagens de Paulo, mas sempre era induzido de levar mensagens em Atos só para referidos temas.

Com a nossa primeira aula começamos a escavar sua autoria e as autoridades envolvidas naquela época, como fazemos sempre em outros livros. Portanto em busca de uma maravilhosa descoberta buscaremos sim, sua história eclesiástica, as influências culturais em fim, todos os eventos que nos levará ao seu esclarecimento de assuntos como: missões, ministérios, vida cristã, milagres, disciplina Divina, proteção Divina, perseverança cristã, propósito Divino, propósito para Igreja de Cristo, ausência de acepções, plano para salvar o cristão, desenvolvê-lo, moldá-lo, como trabalhar para Nosso Salvador, adorá-lo, como fazer parte do seu corpo, e muitos outros assuntos que já como um grande leque abre-se em nossas visões.

A verdade que não me sai da mente é a importante revelação de como começou e do modo que se portava a igreja de Jesus Cristo no seu inicio, evidentemente que muitas lições nos são apresentadas, infinitos ensinos nos espera em Atos, mas um aspecto primário dos documentos de Atos, me chama a atenção para a unidade encontrada nos primeiros quatro capítulos, que retrata de como vivam reunidos, era a ação geral da igreja da época, descreve uma igreja que por mais problemas que enfrentasse era única, no sentido de unidade. Pena que nos dias contemporâneos não se encontra base tão grande como a igreja descrita em Atos dos Apóstolos.

No capítulo um, nós temos a despedida de Cristo aos seus discípulos que estavam reunidos e logo após sua ascensão voltaram reunidos para Jerusalém, e reunidos escolheram o sucessor de Judas, Matias.
No capítulo dois, temos então a inauguração da Igreja de Cristo, ato que mais uma vez os discípulos estavam reunidos e receberam o Espírito Santo reunidos, após a defesa de Pedro diante dos que estavam perplexos ao verem os discípulos reunidos falarem em línguas, os discípulos reunidos presenciaram a conversão de quase três mil.
Chegando aos vss. 42-47 encontramos três vezes vocábulos como: perseveravam – estavam juntos – perseveravam unânimes, que tem sentido de reunidos.
No capítulo três, relata a cura de um coxo e o discurso de Pedro no templo, que logo após é preso juntamente com João.
No capítulo quatro, são levados ao Sinédrio onde Pedro faz um novo discurso, e logo após serem soltos procuraram os irmãos que reunidos oraram a Deus.
Essa união que só foi desfragmentada com o inicio da perseguição, o capítulo oito nos retrata uma unidade que deve ser exemplo para igreja contemporânea. Esse é só um dos destaques que iremos desfrutar no nosso estudo no livro de Atos, espero contribuir com os estudos nesse livro tão importante para a Igreja de Cristo.